Memoria olfativa e seus poderes incríveis

Uma taça entre oi dedos gira vertiginosamente o liquido de cor âmbar em seu interior. A luz dourada do fim de tarde ressalta o seu brilho. Ao fim do giro lagrimas escorrem pelas paredes da taça translúcida, formando desenhos de arcos generosos. O aroma frutado de ameixa madura toma conta do olfato, seguido pelo frescor do orvalho da manhã de primavera na serra. E todas essas sensações tem um nome: memória olfativa.

O Universo do vinho, como da gastronomia, tem uma infinidade de conhecimento a se adquirir. Toda essa fala rebuscada de notas, aromas, cores e sabores do vinho precisam ser treinadas para que possam ser percebidas. Você não poderá sentir o aroma de terra molhada, se nunca tiver vivido essa experiência. Da mesma forma não é possível reconhecer notas de damasco fresco, caso nunca tenha comido um assim.

 

Na cozinha, toda experiência é valida, você não precisa conhecer o sabor de um damasco fresco para tomar um bom vinho, porém sua experiência com aquela bebida será engrandecida caso você tenha criado essa memória.

A memória olfativa nos remete a uma das áreas mais intensas e vivas das nossas lembranças e por isso a gastronomia a utiliza de forma tão intensa. Um aroma pode resgatar memórias da infância, memórias das quais racionalmente você nem se lembraria.

Certa vez no tatame de uma escola de artes marciais, após uma queda, pude sentir o aroma que dali exalava, e sim era um aroma, esse tatame em especifico é feito de palha de arroz, que imediatamente me transportou para minha infância, na qual em cima de uma carroça, sentado nas sacas de arroz, ainda com casca acompanhava meus tios até a “maquina” que o beneficiava, separando a casca do grão.

O vinho e um bom prato tem o poder de te conduzir da mesma forma a um momento incrível e inesquecível da sua vida. Para tal basta degusta-los com atenção e cuidado que eles merecem. Dado todas as nossas atividades é natural não saborearmos o alimento. Simplesmente o engolimos em frente a TV ou em uma mesa em conversas agitadas sobre trabalho.

Que tal na próxima taça ou no próximo jantar degustar com mais cuidado e atenção aos seus aromas e sabores.

Siga-nos 🙂

Haicai, a delicada arte da poesia japonesa

Há algum tempo tive a oportunidade de ouvir o Consul Japonês palestrando sobre a pintura em seu pais. Com toda sua tranquilidade oriental, com gestos leves e quase coreografados ele contava o quão importante para seu povo é o espaço. Em um pais muito pequeno em comparação ao nosso, o espaço é cada vez mais escaço e valorizado, fazendo com que o povo otimize ao máximo sua ocupação e utilização. Essa escassez de espaço influencia a arte, enaltecendo a natureza e os grandes espaços vazios nas pinturas e também na poesia, nos haicai, os delicados e atuais poemas japoneses.

A linga japonesa se difere da nossa em muitos aspectos, neste sentido o haicai tem sua estrutura limitada a 17 sons. Para nossa gramatica isso se traduz em 17 silabas. 17 sílabas poéticas. Sílabas poéticas são diferentes de sílabas gramaticais.

O poema completo se divide em exatamente 3 linhas. Sugerindo uma estrutura de 5, 7 e 5, porém esta organização de sons nas linhas não é rígida, podendo ser alterada a vontade do poeta.

O haicai, deve ainda falar do sentimento imediato do poeta, sem necessidade de rimas. O poeta é livre para sua construção, porém deve-se ressaltar um aspecto de natureza em seu poema. Pode-se referenciar a primavera falando de flores, o outono com a ausência de folhas, o frio do inverno e a areia quente das praias no verão. Mas a natureza deve estar sempre presente.


Matsuo Bashô (1644-1694)
hana no kumo
kane wa ueno ka
asakusa ka

Nuvem de flores –
Este sino será de Ueno?
Será de Asakusa?

A cabana de Bashô situava-se em Edo, antigo nome de Tóquio, quase às margens do Rio Sumida, na localidade de Fukagawa. Na margem oposta, a distância, era possível observar o Templo Sensôji em Asakusa. Um pouco além, também seria possível divisar o Templo Kan’eiji, em Ueno, locais hoje separados por algumas estações de metrô. Porém, na primavera, a paisagem era dominada por uma grande massa de cerejeiras floridas, como se houvesse uma nuvem pairando sobre a terra. Quando o poeta ouviu um sino tocar, não conseguiu distinguir de qual dos templos provinha, encobertos que estavam pelas flores. Seria Ueno ou Asakusa? Devido ao clima de tranqüilidade primaveril, pode-se imaginar que o sino é o do meio-dia, quando a temperatura é tépida e agradável, em contraste com o frio do entardecer. Bashô era freqüentemente requisitado a caligrafar esse haicai, prova de que o poema foi muito popular em sua época. A estrutura em forma de pergunta revela a atitude confortável e despreocupada do autor. O kigo (termo de estação) é hana no kumo (nuvem de flores de cerejeira).

Haicai publicados pelo Nippo Brasil:

Acácia em flor
De repente o vento
Chuva de ouro. – Lourdes Fontes – Rio de Janeiro-RJ

O pó amarelo
bem na ponta do nariz.
Acácias florescem. – Neide Rocha Portugal – Bandeirantes-PR

Somam gerações
na colheita de café –
Sabor de saudade. – Vilma Ávila Vianna – Santos-SP

Um risco no céu
encoberto pela noite –
Estrela cadente! – Mônica Martinez – Carapicuíba-SP

fonte: nippobrasil

Siga-nos 🙂

Quando a arte encontra a pele como tela

Quando o artista encontra a pele como tela e nele a leveza e a sensibilidade reinam, surgem belezas assim.

As pequenas ou micro tatuagens ressaltam e adornam a beleza dos corpos.

Pelo caráter imutável e definitivo é, por certo, a obra mais próxima de nós. Obra a da qual conta de nossa história, da qual somos promotores e que por vezes está oculta aos nossos olhos, sendo exposta somente aos escolhidos.

Vivam as belezas das “tiny tattoos”.

📷 Tag someone who'd like this 👌 ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚋ ☛owner: @playground_tat2 Follow↪ @tiny.tatts Also Follow ↪ @black.tatts ↪ @tatts.nation ↪ @fashion.fet ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ 💕Double tap if you like 📌Follow for more 💡Turn on notifications for daily updates ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ All right are reserved to their rightful owner (s) ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ #smalltattoo #tattoos #tattoo #ink #inked #inkaddict #inkspiration #tattooed #smalltattoo #tinytattoo #cutetattoo #amazingtattoo #tattoolover #tattooedgirls #tattooedwomen #tattooflash #tatts #tattooist #tattoolife #tattoolifestyle #tattoolove #amazingink #tattoostagram #tattooinspiration #inkaholik #tattoowork #tattooink #watercolor

A post shared by tiny tattoos (small tattoos) (@tiny.tatts) on

📷 Shooting star ☄ ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚋ ☛owner: @playground_tat2 Follow↪ @tiny.tatts Also Follow ↪ @black.tatts ↪ @tatts.nation ↪ @fashion.fet ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ 💕Double tap if you like 📌Follow for more 💡Turn on notifications for daily updates ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ All right are reserved to their rightful owner (s) ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ #smalltattoo #tattoos #tattoo #ink #inked #inkaddict #inkspiration #tattooed #smalltattoo #tinytattoo #cutetattoo #amazingtattoo #tattoolover #tattooedgirls #tattooedwomen #tattooflash #tatts #tattooist #tattoolife #tattoolifestyle #tattoolove #amazingink #tattoostagram #tattooinspiration #inkaholik #tattoowork #tattooink #watercolor

A post shared by tiny tattoos (small tattoos) (@tiny.tatts) on

📷 Flowers 🌻🌼 ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚋ ☛owner: @playground_tat2 Follow↪ @tiny.tatts Also Follow ↪ @black.tatts ↪ @tatts.nation ↪ @fashion.fet ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ 💕Double tap if you like 📌Follow for more 💡Turn on notifications for daily updates ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ All right are reserved to their rightful owner (s) ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ #smalltattoo #tattoos #tattoo #ink #inked #inkaddict #inkspiration #tattooed #smalltattoo #tinytattoo #cutetattoo #amazingtattoo #tattoolover #tattooedgirls #tattooedwomen #tattooflash #tatts #tattooist #tattoolife #tattoolifestyle #tattoolove #amazingink #tattoostagram #tattooinspiration #inkaholik #tattoowork #tattooink #watercolor

A post shared by tiny tattoos (small tattoos) (@tiny.tatts) on

📷 Must be the smallest of the all 😊👌 ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚋ ☛owner: @playground_tat2 Follow↪ @tiny.tatts Also Follow ↪ @black.tatts ↪ @tatts.nation ↪ @fashion.fet ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ 💕Double tap if you like 📌Follow for more 💡Turn on notifications for daily updates ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ All right are reserved to their rightful owner (s) ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ #smalltattoo #tattoos #tattoo #ink #inked #inkaddict #inkspiration #tattooed #smalltattoo #tinytattoo #cutetattoo #amazingtattoo #tattoolover #tattooedgirls #tattooedwomen #tattooflash #tatts #tattooist #tattoolife #tattoolifestyle #tattoolove #amazingink #tattoostagram #tattooinspiration #inkaholik #tattoowork #tattooink #watercolor

A post shared by tiny tattoos (small tattoos) (@tiny.tatts) on

📷 Kitty squad 🐱🐱🐱 ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚋ ☛owner: @ilwolhongdam Follow↪ @tiny.tatts Also Follow ↪ @tattoofet ↪ @tatts.nation ↪ @fashion.fet ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ 💕Double tap if you like 📌Follow for more 💡Turn on notifications for daily updates ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ All right are reserved to their rightful owner (s) ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ #smalltattoo #tattoos #tattoo #ink #inked #inkaddict #inkspiration #tattooed #smalltattoo #tinytattoo #cutetattoo #amazingtattoo #tattoolover #tattooedgirls #tattooedwomen #tattooflash #tatts #tattooist #tattoolife #tattoolifestyle #tattoolove #amazingink #tattoostagram #tattooinspiration #inkaholik #tattoowork #tattooink #watercolor

A post shared by tiny tattoos (small tattoos) (@tiny.tatts) on

📷 Elephant 🐘 ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚋ ☛owner: @resulodabas Follow↪ @tiny.tatts Also Follow ↪ @tattoofet ↪ @tatts.nation ↪ @fashion.fet ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ 💕Double tap if you like 📌Follow for more 💡Turn on notifications for daily updates ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ All right are reserved to their rightful owner (s) ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ #smalltattoo #tattoos #tattoo #ink #inked #inkaddict #inkspiration #tattooed #smalltattoo #tinytattoo #cutetattoo #amazingtattoo #tattoolover #tattooedgirls #tattooedwomen #tattooflash #tatts #tattooist #tattoolife #tattoolifestyle #tattoolove #amazingink #tattoostagram #tattooinspiration #inkaholik #tattoowork #tattooink #watercolor

A post shared by tiny tattoos (small tattoos) (@tiny.tatts) on

📷 That's so beautiful 💕 ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚋ ☛owner: @ilwolhongdam Follow↪ @tiny.tatts Also Follow ↪ @tattoofet ↪ @tatts.nation ↪ @fashion.fet ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ 💕Double tap if you like 📌Follow for more 💡Turn on notifications for daily updates ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ All right are reserved to their rightful owner (s) ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ #smalltattoo #tattoos #tattoo #ink #inked #inkaddict #inkspiration #tattooed #smalltattoo #tinytattoo #cutetattoo #amazingtattoo #tattoolover #tattooedgirls #tattooedwomen #tattooflash #tatts #tattooist #tattoolife #tattoolifestyle #tattoolove #amazingink #tattoostagram #tattooinspiration #inkaholik #tattoowork #tattooink #watercolor

A post shared by tiny tattoos (small tattoos) (@tiny.tatts) on

📷 Caption this 😍 ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚋ ☛owner: @balazsbercsenyi Follow↪ @tiny.tatts Also Follow ↪ @tattoofet ↪ @tatts.nation ↪ @fashion.fet ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ 💕Double tap if you like 📌Follow for more 💡Turn on notifications for daily updates ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ All right are reserved to their rightful owner (s) ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ #smalltattoo #tattoos #tattoo #ink #inked #inkaddict #inkspiration #tattooed #smalltattoo #tinytattoo #cutetattoo #amazingtattoo #tattoolover #tattooedgirls #tattooedwomen #tattooflash #tatts #tattooist #tattoolife #tattoolifestyle #tattoolove #amazingink #tattoostagram #tattooinspiration #inkaholik #tattoowork #tattooink #watercolor

A post shared by tiny tattoos (small tattoos) (@tiny.tatts) on

📷 Ant tattoo 🐜 ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚋ ☛owner: @soltattoo Follow↪ @tiny.tatts Also Follow ↪ @black.tatts ↪ @tatts.nation ↪ @fashion.fet ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ 💕Double tap if you like 📌Follow for more 💡Turn on notifications for daily updates ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ All right are reserved to their rightful owner (s) ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ #smalltattoo #tattoos #tattoo #ink #inked #inkaddict #inkspiration #tattooed #smalltattoo #tinytattoo #cutetattoo #amazingtattoo #tattoolover #tattooedgirls #tattooedwomen #tattooflash #tatts #tattooist #tattoolife #tattoolifestyle #tattoolove #amazingink #tattoostagram #tattooinspiration #inkaholik #tattoowork #tattooink #watercolor

A post shared by tiny tattoos (small tattoos) (@tiny.tatts) on

📷 Beautiful work ❤ ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚋ ☛owner: @hktattoo_mini Follow↪ @tiny.tatts Also Follow ↪ @black.tatts ↪ @tatts.nation ↪ @fashion.fet ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ 💕Double tap if you like 📌Follow for more 💡Turn on notifications for daily updates ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ All right are reserved to their rightful owner (s) ⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊⚊ #smalltattoo #tattoos #tattoo #ink #inked #inkaddict #inkspiration #tattooed #smalltattoo #tinytattoo #cutetattoo #amazingtattoo #tattoolover #tattooedgirls #tattooedwomen #tattooflash #tatts #tattooist #tattoolife #tattoolifestyle #tattoolove #amazingink #tattoostagram #tattooinspiration #inkaholik #tattoowork #tattooink #watercolor

A post shared by tiny tattoos (small tattoos) (@tiny.tatts) on

Siga-nos 🙂

Quase sem água, com sede, no alto dos Pirineus

Quase sem água, cansado, distante do fim e já quase em desespero.

Não se esqueçam de sugerirem, criticarem e participarem da construção deste livro que representa cada peregrino em suas jornadas pessoais.


Verifico no GPS o quanto já caminhei e vejo que ainda falta bastante, mas o que realmente me preocupa é que minha água já esta praticamente no fim. Deve me restar apenas alguns goles. Resolvo fazer uma pausa para comer um pouco e descansar, apesar de me sentir bem, não quero exagerar no primeiro dia, sei que ele é muito duro. Encontro um lugar e me sento para comer um pouco. Minha boca já esta muito seca e não tenho saliva para engolir o que me resta do bocadilho, minhas roupas estão encharcada do suor da subida. não há  nenhuma fonte d’água a vista e começo a me preparar para terminar o dia sem água.

Me questiono de porque não apanhei mais água na fonte de Orisson. Tento me distrair com a paisagem nova com a vegetação e as delicadas flores que adornam toda a montanha e por alguns instantes me esqueço um pouco da falta d’água, mas não demora muito e o pensamento da escassez dela volta a rondar meus pensamentos, ali percebo que não sou um peregrino de meio litro d’água, preciso sempre carregar mais que isso. É incrível como a privação cria uma necessidade que toma conta de todos os pensamentos, mas não há nada a fazer naquele momento a não ser caminhar firme e tentar esvaziar a mente.

Já estou há algum tempo sem encontrar nenhum peregrino, o vento continua frio e úmido e a montanha nevada cresce a minha frente. Sem esperanças de encontrar água em um ponto tão alto começo a pensar que se a sede ficar insuportável colocarei neve na garrafa e beberei. Li certa vez que o limiar da sede começa com a perda de meio por cento do seu peso em água, eu suei tanto na subida que acho que já perdi pelo menos cinco por cento do meu peso e deve ser por isso que me sinto assim tão sedento.

A paisagem continua encantadora e continua a me distrair um pouco, aproveito para tirar algumas fotos e para minha surpresa durante uma dessas fotos registro um som muito característico e universal. Esse som eu poderia reconhecer em qualquer idioma e em qualquer país, era o som de água jorrando, apertei o passo e o som ficava mais intenso a cada passada até que finalmente a vi. Uma fonte cheia d’água, tão cheia que transbordava pela estrada descia a encosta da montanha. Era incrível ver água jorrando em um ponto tão alto, a água era límpida e cristalina, era um sonho se realizando, tratei de me adiantar e colocando as mãos em concha e me deliciei com aquele liquido fresco, límpido, puro e inodoro. E como algo tão sem sabor pode ser tão gostoso, na verdade água tem sabor sim, sabor refrescante e molhado. Aquele foi o momento na minha vida que mais valor dei a um bom gole d’água.

Siga-nos 🙂

Que dengo mãe – uma relação inexplicável de amor!

Já dizia a minha mãe: “filho quando está longe da mãe é uma criança completamente diferente de quando está perto”, confesso que discordava desta frase até o dia em que minha filha passou o dia com a vovó e o vovô, e quando eu cheguei para buscá-la, iniciou-se um dengo inacreditável, reclamações, voz chorosa, fome, sede e no final um abraço bem gostoso e uma frase: “mamãe, que saudade que eu estava de você”. Ahhhh…Que dengo mãe – uma relação inexplicável de amor, que ultrapassa a nossa razão, e nos permite sentir o maior amor do mundo.

É uma loucura o que acontece quando nós mamães estamos por perto dos nossos filhos. Eles choram sem motivo, reclamam de tudo, fazem drama, não querem colocar um roupa porque não gostaram da cor, andam grudados conosco, ficam muito dependentes de nós, enfim, fazem de tudo para chamar nossa atenção e aproveitar cada minutinho ao nosso lado. E por que será, que quando eles ficam longe de nós mudam as atitudes?

Acredito que tenha muito a ver com o tempo escasso que a maioria de nós tem para ficar com os filhos, a rotina corrida, deixar o filho na escola cedinho e só buscá-lo no fim do dia, sair do trabalho correndo, chegar em casa, fazer o dever, dar banho, fazer comida, lavar uniforme, arrumar lancheira e quando tudo parece sobre controle, já estamos exaustas, só querendo uma boa noite de sono, para que no outro dia bem cedo, estejamos de pé, firmes para fazer o café da manhã, arrumar os nossos filhos para escola, nos arrumar para o trabalho e começar mais uma rotina. Esta é exatamente a rotina que levo com a minha filha, uma correria para deixar tudo em ordem, mas confesso que em meio da correria, eu procuro deixar de lado algumas tarefas de casa para poder dar mais atenção para ela. Muitas vezes me sinto culpada em não dar o colinho que ela merece, mas procuro fazer o que posso para estar presente, dando carinho, beijos, conversando, assistindo desenho, lendo um livro, e mesmo que eu esteja bem cansada, arrumo energia para aproveitar cada minuto ao lado dela.

Nos finais de semana, o meu tempo é todo dela e fazemos programas legais juntas. Cinema, parque, teatro, aniversário das amigas, jogo de tabuleiro e o grude é inevitável. Ficamos focadas uma na outra e isto deixa ela bem dengosa, vira uma relação de “dengo de mão dupla”, que acho uma delícia, mas que dura no máximo dois dias, depois voltamos a nossa realidade de vida corrida e mais uma vez me sinto culpada por não poder me dedicar à ela quanto eu gostaria.

Sobre o dengo entre filhos e mães não acho ruim, mas precisa ser dosado. Toda criança precisa entender que as mães tem os seus afazeres, e criá-los para enfrentar a vida é muito importante. E nós, mamães, precisamos entender que muitas vezes àquela reclamação, chorinho não passa de um dengo, uma maneira de chamar a nossa atenção e pedir um colo gostoso.

Um colo de mãe não é substituído por nenhum outro colo.

Quando os nossos filhos estão com outras pessoas, eles sabem como agir, são crianças maduras, que até nos surpreendem. Tomam banho sozinhos, não reclamam a toa, comem direito, brincam, mas aí é só ver a mãe chegar e pronto, tudo fica diferente, parece que são duas crianças distintas, mas vamos tentar entendê-los, o que passa na cabecinha deles é mais ou menos assim: “a minha mãe chegou e ela me ama incondicionalmente, me adula, me defende, me apoia, me dá o colinho mais gostoso do mundo, me beija até a bochecha ficar vermelha, me entende, então se eu não fizer dengo com ela, com quem mais irei fazer”?

Que nós mães possamos dengar os nossos filhos sim, mas nunca esquecermos de ensiná-los a seguir o caminho da vida fortalecidos e independentes.

Fonte imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂

Assédio também é moral – não se cale!

Trabalhar em um ambiente predominantemente masculino me fez ver situações constrangedoras com as minhas colegas de trabalho, que muitas vezes se renderam ao constrangimento com receio de uma punição. E vivenciar algumas situações destas me fizeram amadurecer como mulher e ter certeza que precisamos ser fortes para não permitir que assédios, de qualquer espécie, acorra conosco. Fui aos poucos entendendo que o “tal” do assédio também é moral e não apenas sexual, e isto é um assunto muito sério e que deve sim ser discutido e tomado suas devidas providências.

Mulher você não deve ser calar!

Acredito que existe uma grande diferença entre o “respeito” e a “brincadeira”. Toda mulher deve ser respeitada, independente da sua profissão, idade, cor ou religião. Mas, é natural que ocorram brincadeiras, principalmente, no ambiente de trabalho onde os homens são a maioria. E neste ponto entramos em um assunto bem sensível, porque é preciso saber dosar e entender até onde vai a brincadeira e aonde começa o desrespeito, e saber lidar com este meio termo é o que fará de nós mulheres ainda mais confiantes e preparadas para frequentar qualquer ambiente, sem nos preocupar com o assédio que poderemos sofrer.

Mas afinal, o que é assédio moral para com a mulher?

Assédio moral é a exposição à situações constrangedoras e humilhantes, por repetidas vezes, que afetam o dia a dia da mulher.

O assédio contra a mulher começa com uma simples conversa “inocente”, que vai atingindo o seu ponto fraco e vai ganhando uma proporção grande, até que a mulher não consiga mais se desvincular. No início sempre parece que é um tom de brincadeira, mas as críticas e ironias vão ficando cada vez mais contínuas e não cessam. E ai é quando a mulher já se vê “refém” de uma ou mais situações que a destroem, mas o medo de conversar com alguém e pedir ajuda a mantém com a cabeça baixa e sofrendo do mesmo mal. Quando o assédio acontece no ambiente de trabalho, o mais comum é ocorrer entre o chefe e a subordinada, onde este utiliza do seu “poder” para falar e conseguir tudo o que quiser.

Devemos nos calar?

Não! Mulher você não deve se calar. Este tipo de assédio é um tipo de violência velada, que só é percebido por alguém que esteja muito próximo de você. É um martírio para quem sofre, porque afeta diretamente o psicológico, a vida afetiva, a autoestima, o trabalho, a vida social. Se compara a uma doença incurável, que vai destruindo dia a dia cada pedacinho da mulher, definhando-a até que já não se reconheça mais, e passe a viver em função das críticas que escuta, acreditando ter se tornado o que foi construído de ruim a seu respeito. A mulher perde sua identidade e logo a vontade de viver.

Lembro de uma vez que presenciei uma colega de trabalho sendo humilhada por seu chefe, era um assédio moral, em que ele falava que ela era “burra” e “incompetente”, além de palavras agressivas, ele as falava em alto tom, a constrangendo perante todos na sala. Após o ocorrido, conversei com ela e descobri que ela já vinha sofrendo este tipo de violência há muito tempo, mas por medo de perder o emprego, sofria calada.

Sim, denunciar é muito difícil, mas não podemos continuar sendo vítimas com olhos fechados. O assédio moral é tão grave quanto um assédio sexual. E se nos calamos, o assédio não para, continua até não aguentarmos mais.

Mulher lembre-se que antes mesmo de seres mulher, és um ser humano e merece muito respeito.

Fonte imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂

Comida saudável não tem gosto ruim

Por algum motivo associamos comida saudável a comida com gosto ruim, algo próximo da comida de hospital. Mas comida saudável pode e deve ser gostosa.

Bem, antes de começar vamos deixar claro que não sou profissional de saúde ou algo parecido. Falarei aqui com base no que esta demonstrado nos meus exames de sangue e no que a minha cardiologista diz. Eu faço check-up regularmente a 10 anos. Todos os anos minha cardiologista me manda aos laboratórios e clinicas para que eles extraiam baldes do meu sangue para fazer exames de todo tipo. As vezes, após entregar a ela os resultados dos exames, levo broncas e outras vezes me saio bem, esse ano foi dos que me sai bem.

Tive uma infância na qual acompanhei a produção alimentícia. Graças aos meus avós paternos e aos meus pais eu pude viver em uma fazenda e lá aprendi de onde vinha cada alimento e também a respeita-lo, reconhecendo os sabores intensos e puros de um produto vindo direto da horta, da lavoura, do curral, do galinheiro, do chiqueiro e das represas. Infelizmente estamos cada dia mais distantes da produção do alimento e cada vez mais consumimos produtos processados e ou ultraprocessados.

Os alimentos são hoje divididos em algumas categorias, os in natura/minimamente processados, os processados e os ultraprocessados.

Alimentos in natura vêm diretamente das plantas ou animais, nessa categoria entram as folhas, frutos, ovos, leites e outros. Estes alimentos não sofrem nenhuma alteração após serem “coletados”. Os minimamente processados são os in natura que passaram por alterações mínimas. Entrariam nesta categoria os grãos secos, como o arroz; ou as farinhas de mandioca ou de milho; as raízes ou tubérculos lavados; cortes de carne resfriados ou congelados e também o leite fervido.

Os processados, aqui começa o perigo, são produtos fabricados essencialmente com um alimento in natura o qual recebe sal ou açúcar. Como legumes em conserva, frutas em calda, queijos e pães. O grande vilão destes alimentos é a quantidade de sal e açúcar utilizado.

Os ultraprocessados, fuja destes, correspondem a produtos cuja fabricação envolve diversas etapas e técnicas de processamento e vários ingredientes, muitos deles de uso exclusivamente industrial. Exemplos incluem refrigerantes, biscoitos recheados, “salgadinhos de pacote” e “macarrão instantâneo”

Ok, já sei que devo fugir dos processados e ultraprocessados, mas como reconhecer se estou adquirindo um produtos destes? É simples, leia a embalagem.

Não, não, claro que a industria não escreverá em sua bela embalagem brilhante e hipnotizante que aquele produto é ultraprocessado e te fará levar bronca da sua cardiologista, pois não passará nos exames de sangue. Mas a embalagem lhe dirá isto.

Procure nela os ingredientes daquele produto. Por determinação legal, as industrias devem colocar os ingredientes na ordem de quantidade utilizada no produto. Por exemplo, sabe aquele refrigerante vermelhinho que adoramos e é super refrescante, então, os ingredientes dele seguem em geral a seguinte ordem: Água gaseificada, açúcar, dióxido de carbono, corante de caramelo, conservante. Isso significa que depois da água, o ingrediente mais abundante dentro da latinha do refrigerante é o açúcar. Dai o problema.

De agora em diante, faça esse exercício, leia os ingredientes dos produtos que você consome diariamente. Um consumo consciente te leva a uma alimentação cada vez mais saudável e gostosa. E pratique exercícios, troque o elevador pela escada, já é um começo.

Siga-nos 🙂

A trufa do bem – um gesto de puro amor!

Hoje vou falar sobre um projeto social de puro amor! A trufa do bem, um projeto que nasceu para fazer empreendedorismo social, buscando à inclusão econômica de várias pessoas desempregadas e a destinação de recursos financeiros para instituições de assistência social, que atendem pessoas de regiões do Distrito Federal. Uma iniciativa que já está mudando a vida de muitas famílias.

Fico pensando que, mesmo em um mundo cheio de desigualdades, ainda existam pessoas que se mobilizam para fazer o bem, que param por algumas horas no seu dia para pensar em uma forma de ajudar o menos favorecido. E não acredito que ajudar é dar dinheiro, até porque não sou a favor de dar esmola, mas sou a favor de oferecer trabalho a quem deseje mudar de vida. O trabalho dignifica o ser humano, o faz sentir-se integrado na sociedade novamente, devolve sorrisos, alimenta vidas. Permite-o colocar em prática sonhos antes esquecidos, enche os corações de amor e colabora para que as famílias estejam mais unidas e confiantes de uma vida melhor.

E o projeto trufa do bem é uma destas iniciativas que, através do trabalho, permite que muitas famílias voltem a sorrir e ter dignidade.

Uma trufa de chocolate. Vários abraços de solidariedade.

Como Funciona?

São selecionados e capacitados, pessoas desempregadas, que passarão a revender a trufa do bem em vários lugares de Brasília. Cada trufa será vendida por R$3. Desse valor, R$ 1 ficará para o revendedor e R$ 0,20 ainda serão doados para instituições sociais parceiras da iniciativa. Muito bacana, né?

Fico muito feliz em ver iniciativas como esta, que se preocupam em ajudar o próximo e assim tornar o nosso mundo ainda melhor.

Site trufa do bem: trufadobem.com.br

Fonte imagens: trufadobem.com.br

Siga-nos 🙂

Pura contemplação e instrospecção

Então só e em ritmo apropriado a subida passa a ser pura contemplação e introspecção.

Não se esqueçam de sugerirem, criticarem e participarem da construção deste livro que representa cada peregrino em suas jornadas pessoais.


Após vencer mais um dos picos sou brindado com uma belíssima cena, alguns metros a minha frente vejo um belo animal se alimentando da pastagem, elegantemente ele ou ela exibe as patas da frente cruzadas enquanto as traseiras lhe dão sustentação e equilíbrio. Seu pelo é caramelo em todo o corpo a exceção das patas onde perto dos cascos a cor fica mais leve e clara e dá a sensação de que está calçado com meias. Seus músculos parecem fortes e estão bem definidos sob a pele e a cada movimento todo seu corpo trabalha como engrenagens em pleno funcionamento. Pelo longo assim eu nunca havia visto, o vento o penteia criando mechas que refletem a luz do sol lhe dando um brilho especial. Aquela cena é digna de uma pintura. Registro o belo e imponente animal com uma belíssima paisagem de plano de fundo em diversos ângulos e em fim o deixo sem incomodar seu sossego.

Subindo lentamente e com tempo e mente livre começo a pensar o que havia me levado ao caminho, o Universo se organizou de ante do meu desejo de fazê-lo, mas eu ainda não estava certo do porque estava ali. Quais eram as perguntas para as quais eu queria respostas e quais eram as inquietações que me moviam? O que Universo tem a me mostrar e me ensinar nesse caminho? Eu ainda não sabia, mas estava certo de que ali eu iria descobrir. Durante o restante da subida rumo aos Pirineus sigo tentando pontuar as duvidas e inquietações que me acompanharão durante a viagem, e consigo com calma chegar a uma lista delas.

– Porque relacionamento longos as vezes tem fim prematuro?

– Praticamos um corporativismo hipócrita com quem amamos?

– Experimentar é desculpa para iniciar projetos e não terminar?

– Porque não escutamos quem fala?

– O que é o amor?

– O que é a morte e porque ela causa dor?

– Sofrer é motivo para endurecer o coração?

– Estou pronto para essa jornada?

– Como manter encantamento com a rotina?

– Quais são meus limites?

As levarei em minha bagagem e se o momento apropriado aparecer sacarei cada uma delas para tratar, se esse momento não surgir ou se outras inquietações aparecerem as tratarei de igual forma, vão para mochila e no momento certo as tiro de lá. Os pensamentos e duvidas vão surgindo e se esvaindo enquanto vou ascendendo cada vez mais o pico da montanha, a pastagem começa a dar lugar a um outro tipo de vegetação, mais rala e dispersa. O vento começa a soprar diferente, sinto que já não mais tem as barreiras das montanhas a minha frente, já estou acima delas e ele sopra intensamente. Alguns passos depois sinto que a subida tornou-se plana e começo a caminhar uma espécie de planície no alto dos Pirineus. O asfalto da lugar a uma estrada de terra batida que serpenteando some no horizonte. A estrada corta fileiras e fileiras de arvores, quase como um bosque, a direita vejo uma das faces da montanha cujo o fim desaparece no céu azulado. O ritmo de caminhada passa a ser de contemplação, é mais tranqüilo e relaxado, tomo tempo para observar flores e os desenhos da silhueta das montanhas a minha frente e ao lado. Imagino ter chegado ao topo dos Pirineus e comparado ao meu desespero do inicio da caminhada posso ate dizer que não foi tão duro assim.

Siga-nos 🙂

Fight like a girl – Luta como uma garota

Nossa artista de hoje é a Carolina Porfírio, ou Kaol Porfírio como ela se apresenta. Kaol utilizou-se da frase “Você luta como uma garota!”, amplamente aplicada como uma ofensa, e a transformou em uma forte menção de orgulho as mulheres que lutam, constantemente, como garotas.

Kaol usa suas habilidades artísticas para estampar personagens fortes, do mundo dos quadrinhos, games e filmes enaltecendo a força, em essência a não física, de cada uma delas. A alguns dias falamos aqui no amoremsi sobre mulheres que lutam, nossa colunista, nossa colunista Karla Constantino faz Muay Thai 😀 olha só:

Muay thai também é para as mulheres!

Da uma olhadinha também nos produtos quem estampam a arte da Kaol e de outras artistas incríveis na loja virtual heroicas.com.br. Lá também tem dicas de onde encontrar os produtos em lojas físicas.

E seu trabalho pode ser acompanhado no instagram:

"Você luta como uma garota." "Obrigada." Moana é mais uma personagem que felizmente, fará história. Tanto pelo sua nacionalidade e cultura, quanto pela determinação e força. Moana é 'princesa disney' mas não sugiro que a chame assim. Até porque ela não é só uma princesa, ela é uma lider nata. Sugiro também que não diga que ela não pode fazer algo… Porque ela provavelmente irá provar que consegue conquistar O MUNDO se você duvidar dela por causa da sua idade e/ou gênero. Ela não é a primeira personagem da disney a se "rebelar" contra as regras da sociedade e não vai ser a última. Sinto -muito feliz- em informar. <3 — Antes de mais nada quero dizer que vou estar na GGRF – Geek & Game Rio Festival ! <3 <3 <3 Abril, Rio estarei ai! Agora deixa eu falar de Moana. Espero que tenham gostado desse desenho. Usei como referencia uma pose dela em uma imagem da divulgação que eu adoro, não consegui pensar em algo melhor porque já tinham feito algo perfeito hahaha :p Obrigada pelo apoio e mensagens. Tudo de bom pra vocês! kaol

A post shared by Carolina Porfirio (@kaolporfirio) on

Um dos trabalhos de Kaol que mais me marcou foi a série sobre relacionamentos abusivos:

Continuando a série sobre Relacionamento Abusivo. Para saber mais, entre no album, ou passe as imagens para ver as anteriores <3

Violência moral acontece quando a dignidade da vitima entra em jogo. Um exemplo é a divulgação de fotos pessoais, como o revenge porn, onde por exemplo, a vitima é acusada de traição, e tem suas fotos pessoais vazadas na rede. Isso poem em risco trabalhos, estudo, o ambiente familiar e claro, a saúde da vítima. 😕

Obrigada as comentários e ajudas <3

Show de bola Kaol, seu trabalho é lindo e continue lutando como uma garota 🙂

 

 

Siga-nos 🙂