Liberte as “mulheres” que existem dentro de você!

Ser mulher exige muito mais do que nascer com o sexo feminino, exige sobreviver ao mundo de preconceitos, machismos e oportunidades escassas. Nascemos e somos criadas com a idéia de que ser mulher é ser dona de casa, esposa, mãe, submissa, que não podemos ter a nossa liberdade e que a nossa vida está totalmente ligada a alguém que nos sustenta. É uma triste realidade, não que ser dona de casa, esposa, mãe seja ruim, mas a maneira como as pessoas colocam estas tarefas atribuídas a mulher, e somente a ela, é que torna todo o contexto um fardo.

Ser mulher é muito mais do que seguir o padrão que a sociedade deseja, é estar disposta a ser verdadeiramente o que te move. É poder ser dona de casa, esposa, mãe, profissional, dançarina, lutadora, avó, líder, cuidadora, amiga e o que mais você desejar.

Screen Shot 2017-04-07 at 9.01.18 AM

Lembro-me que ainda na minha adolescência, resolvi jogar basquete, e fui sim julgada, questionada, afinal basquete era um esporte masculino, e foi quando devolvi o questionamento para a sociedade: Por que uma mulher não pode jogar basquete? E logo no final do segundo grau, resolvi largar o sonho de ser Advogada para ser Analista de Sistemas, e mais uma vez fui julgada e questionada, e devolvi o questionamento: Porque só os homens podem trabalhar com informática? E desde então entendi que toda mulher pode fazer o que ela bem entender e continuar sendo mulher, porque a essência vem de dentro para fora e não o contrário. A sociedade pode te condenar sim e muitas vezes pelo simples fato de não conseguir ser forte e sensível o suficiente para fazer o que você faz com maestria, mas a decisão de continuar sendo as mulheres que te movem, é só sua.

Sabemos que toda ação gera uma reação e estar preparada para assumir todas as consequências de ser uma mulher versátil é fundamental para a sua liberdade. Consequências como, de ser assediada trabalhando em uma empresa de engenharia civil ou de não ser reconhecida como uma excelente árbitra em uma partida de futebol, apenas pelo fato de ser mulher. Resiliência, é essencial para que você continue a mover as mulheres que existem dentro de você, com muita dedicação e amor.

Sensibilidade, força, liberdade, determinação, independência, coragem são sim características de mulheres versáteis, que não se bastam sendo uma só, mas se realizam sendo várias mulheres. E sobre fazer atividades antes atribuídas apenas aos homens? Sinceramente, acho digno, da mesma maneira que acho digno um homem cuidar de uma casa e dos filhos, por exemplo.

A vida é sua e tornar-se uma mulher versátil só depende de você, na hora que você desejar. Liberte as mulheres que existem dentro de você e seja ainda mais feliz.

Siga-nos 🙂