Socializar para conquistar

Viver em sociedade é uma tarefa que nos foi ensinada desde de que nascemos e só entendemos à importância de socializar, quando precisamos conquistar algo ou alguém. Socializar para conquistar é uma realidade, que deve ser administrada com muita cautela.

Existem pessoas que preferem estar só do que socializar, mas para que algumas atividades possam ser feitas com êxito, é fundamental que a socialização seja exercitada e mantida, vamos para os exemplos:

– Viajar pelo mundo – quando optamos por fazer uma viagem pelo mundo, no primeiro momento parece que viver no nosso mundo, individualizado, pode dar certo, mas basta um dia para entendermos que aprender a se comunicar será de grande valia para que a nossa viagem seja muito mais proveitosa.

– Exercer um cargo de liderança – é sempre um tarefa de muita responsabilidade e que exige uma interação contínua com toda a equipe. Até as decisões mais críticas são importantes que sejam feitas em conjunto, desta maneira quem lidera fortalece uma relação de confiança, e sempre tem apoio em momentos difíceis.

– Sair para dançar – é uma atividade que exige muita empatia, afinal sair para dançar sozinho, pode ser até interessante, mas quando começa a música a dois, pronto, é a hora que a socialização fala mais alto e você convida alguém para dançar com você, e é incrível como a dança exemplifica este papel muito bem.

A opção de socializar é sua, mas se queres conquistar cada vez mais, não caminhe sozinho!

Compartilhar momentos com outras pessoas nos fazer conquistar um mundo antes desconhecido e nos permite vivenciar experiências únicas de aprendizado, troca de energia, paciência, empatia, bom humor, evitando a depressão, nos permitindo ser mais felizes. É claro que estar com outras pessoas não é fácil, brigas, discordâncias irão acontecer, mas ainda assim compensa muito socializar.

Fonte de imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂

Autor: Karla Constantino

Mulher, mãe, bailarina, aventureira, amante por viagens, louca por novos desafios e apaixonada pela vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *