Experimentar o novo ou acomodar-se no conhecido?

É natural do ser humano buscar o conhecido e se estabelecer em uma zona que julga confortável. Porém nem sempre isso é possível. E acredite, experimentar é bom.

Quando saímos da nossa cidade, do nosso estado e principalmente do nosso país, temos a oportunidade de experimentar todo um novo universo cultural gastronômico.

Eu vivo uma dualidade divertida, pois se me perguntar se prefiro o novo ou o conhecido? A resposta será: depende. Eu gosto da zona de conforto, do conhecido. Mas também adoro a energia do novo e das expectativas que se criam em torno dele.

Mas se a pergunta for: você quer experimentar um sabor novo? A resposta será sempre um sim bem grande. Principalmente se esse novo sabor tiver como acompanhamento uma história da sua origem e como aquele povo é e foi influenciado por esse alimento.

Um prato típico e tradicional vem acompanhado de história, de anos de aperfeiçoamento e em geral ele é preparado com as melhores matérias primas existentes naquela região. Pois por serem em sua grande maioria pratos seculares eles só podiam ser feitos com o que se tinha a mão.

Isso não significa que o sabor irá sempre te agradar, mas não deixe de viver o novo e experimentar um sabor único na sua próxima viagem por aí.

Curiosidades de alguns pratos:

“A comida indiana é conhecida pelos temperos e sabores exóticos. Na Índia o que não falta são receitas e ingredientes. O pão Naan é consumido em quase todas as refeições indianas e em quase todas as regiões. Costuma ser usado como talher. Esse pão é feito com base de água, fermento Iogurte, sal, farinha e temperos como o Hortelã e o alho. Também é encontrado com recheio de batatas.”

“O Ceviche, prato tradicional do Peru é considerado o prato nacional, é basicamente preparado com pescados marinados em limão ou Lima e complementos como cebola, alho, pimenta e acompanhado de milho cozido e batata-doce cozida.
Na procura da origem do nome vamos encontrar várias teorias, uma delas defende que o termo é derivado da palavra “quíchua siwichi” que significa peixe fresco. O prato é conhecido mundialmente com variações do nome como ceviche, cebiche, cerviche ou seviche. É um símbolo peruano e considerado patrimônio cultural do país, que comemora no dia 28 de julho o Dia Nacional do Ceviche.”

“A “Tortilla de Patata” é uma iguaria espanhola preparada com fritada de ovos, batatas, cebolas, sal e azeite. Da mesma forma que a nossa famosa “feijoada brasileira” existem muitas variações. Podemos encontrar Tortillas de batatas com pimentões, linguiça, presunto, bacon, chouriço, etc.. Existe também uma versão chamada Tortilla Brava com um sabor mais picante que a tradicional!
A culinária espanhola é muito rica, mas a tortilla com certeza é um prato que não pode faltar quando se fala de Espanha. Veja no link abaixo uma receita deliciosa de Tortilha.”

“A culinária mexicana se caracteriza por seus sabores e temperos fortes. Alcançaram sucesso em todo o mundo graças a combinação e diversidade de sua culinária, aos pratos picantes e em especial a conhecida pimenta Chilli.
São muito conhecidos dos brasileiros nomes da culinária mexicana como as tortilhas, tacos, burritos e nachos, além da guacamole, um prato tradicional mexicano a base de purê de abacate e pimenta, claro!!
O Guacamole é usado como recheio em tortilhas e acompanhamento de vários outros pratos.
O nome Guacamole tem origens indígenas. Foi inventado pelos Astecas e diz a tradição dos povos mexicanos pré-hispânicos, que o guacamole foi ensinado ao povo Tolteca pelo Deus Quetzalcóatl.”

fonte:dikadanaka.com.br

Siga-nos 🙂

Autor: Junior de Castro

Viciado em pessoas, ainda em construção e sempre em busca de mais empatia. Cozinheiro, aprendiz de aquarela e com ideias para dividir :)

Um pensamento em “Experimentar o novo ou acomodar-se no conhecido?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *