Quando o prato exige disciplina

A cozinha exige disciplina, dedicação e comprometimento. Cozinhar é arte e nem sempre a arte pode ser exposta ou estar disponível a qualquer momento em qualquer tempo. Alguns pratos também são assim. Exigem essa disciplina, tanto de quem executa, quando de quem o saboreia.

Um bom prato se inicia sempre com bons ingredientes, seguidos por processos bem feitos. Processos os quais, por vezes demandam tempo. Como o caso de um bom fundo para um risoto ou um confit bem feito. Estes preparos podem levar horas e as vezes dias, dado a escolha dos ingredientes, o descanso nos temperos, a cocção lenta. Dai o respeito do cozinheiro aos processos a fim de maximizar, equilibrar e enaltecer sabores.

A fim de se conseguir a maior cremosidade possível em um risoto, o arroz não deve ser lavado, para que o amido não vá embora. Ele é o responsável pela cremosidade. O contrário disso praticamos ao lavar bem o arroz para que ele fique soltinho. Outro processo mágico no risoto é o massageamento constante do grão durante todo seu processo de cozimento. Não se para de mexer o risoto, assim ele soltará mais amido e os grãos cozinharão de forma homogênea e uniforme.

Após sua completa cocção e este chegando ao ponto desejado é feita a finalização, a qual dura alguns poucos minutos. Nela o restante do queijo é adicionado e os pedaços de manteiga gelados. Sim, a manteiga deve ser gelada, pois assim ela trará mais brilho ao prato. Após misturar este últimos ingredientes, o risoto descansará de 2 a 5 minutos e logo em seguida deverá ser servido.

Dai a disciplina de quem o irá apreciar. O risoto é um convidado indelicado, ele não espera ninguém. Se ao final desse processo seus convidados não estivem em condições de saborear esta trabalhosa e deliciosa refeição, quem perderá serão eles, pois os sabores, os aromas e o brilho do risoto vão se esvaindo a medida que este esfria e não é possível recupera-los.

Logo, se forem convidados para comer um bom risoto, tenham disciplina para o bem do cozinheiro e principalmente o seu 🙂

 

Siga-nos 🙂

Autor: Junior de Castro

Viciado em pessoas, ainda em construção e sempre em busca de mais empatia. Cozinheiro, aprendiz de aquarela e com ideias para dividir :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *