A construção de uma vida com a dança

Era uma vez uma menininha de 4 anos, toda sapeca, falante, que sempre gostou de sorrir para o mundo. Um dia ela teve a oportunidade de fazer parte de uma escola de dança. Ela dançava depois da escola e para ela não existia nada mais lindo, mágico, completo, a partir daquele dia a construção de uma vida com a dança dava todo o sentido a vários anos que se seguiriam.

A cada ano a dança ia se tornando mais intensa e encantadora, novos ritmos, novas amizades, novos desafios e a vida se tornava ainda mais interessante, sendo alimentada com pitadas de amor. Durante sua infância muitas mudanças de cidade ocorreram, mas nem isto afastou ela da paixão pela dança. Aonde parava, procurava fazer aulas e assim continuava a construir uma linda história de amor com a sua própria alma.

Ela cresceu, a dança permaneceu e a construção da vida se tornou muito mais incrível, porque a dança tem o poder de curar as almas perdidas, de resgatar vidas interrompidas, de trazer de volta o amor adormecido, de dizer o que a sua alma quer falar.

Acordar e saber que você terá a oportunidade de voar sem precisar ter asas é indiscritível.

Dançar é se sentir como um pássaro com asas para voar para onde quiser, em qualquer direção e sem dar satisfação para ninguém. A liberdade de poder ser quem você realmente é sem restrição, de poder fechar os olhos e simplesmente se jogar, de se permitir superar todas as barreiras que te afligem, de poder ser uma mulher ainda mais linda, forte e capaz de tudo o que quiser ser.

E quando esta menininha, que já cresceu, se tornar uma senhora, ainda quero estar aqui para continuar a escrever que a dança é a melhor companhia para uma vida e que vale a pena cada superação para continuar a vivenciar um mundo nada convencional, mas repleto de felicidade.

Que a vida seja pura dança e que seja eterna enquanto dure.

Fonte imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂