A construção de uma moldura chamada Mulher!

O Ser Mulher é a criação mais fantástica e misteriosa de todos os tempos. É a forma onde mais curvas foram usadas e mais charme se inseriu. No corpo do Ser Humano os braços são considerados a moldura, onde podem realizar as mais lindas obras de arte apenas mudando sua posição, mas na prática temos a construção de uma moldura chamada Mulher, que enaltece os olhos de quem vê e com o seu charme e delicadeza permite realçar ainda mais esta bela construção.

Existem várias maneiras de emoldurarmos o nosso corpo, uma delas é utilizando os nossos braços, e uma boa maneira de exercitar estas molduras é durante uma dança. Na dança do ventre, por exemplo, os braços se tornam essenciais durante toda a dança, eles não precisam estar em movimento o tempo todo, mas precisam estar emoldurados, bonitos, prontos para serem fotografados. Na dança flamenca, também os braços são importantes para que o corpo fique em destaque durante toda a dança. E quando falamos de dança em par, os braços também tem o seu papel, como é o caso do tango, onde os braços precisam estar firmes no par e cada movimento deve ser cuidadoso para que a moldura do conjunto não se perca e a dança não desapareça.

E quando o assunto é a moldura da mulher, além dos braços, vários outros “itens” são importantes para que o desenho da mulher seja ainda mais notado. No rosto, temos as sobrancelhas, que bem feitas e cuidadas são a moldura do rosto. No tronco temos os braços, que são capazes de desenhar as mais incríveis mulheres em uma só. Nas pernas, os mais belos desenhos em movimentos são permitidos. Logo, temos um corpo de mulher repleto de desenhos e molduras, e assim uma linda construção é criada e emoldurada da maneira que a mulher desejar.

Ser mulher é ser uma arte viva com a possibilidade de vivenciar várias molduras em um corpo só!

Fonte imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂