A era do Mi Mi Mi sem hora para acabar!

2017 está chegando ao fim e com ele a era do MI MI MI sem hora para acabar. Que ano incrivelmente marcado por polêmicas e um assunto que nunca imaginaríamos que seria tema de tantos debates e empasses: o famoso mi mi mi.

Nos anos 80,90, não muito distantes, acredito que éramos mais “maleáveis”, aceitávamos e fazíamos brincadeiras, sem ter receio que poderia virar um processo de justiça. Tínhamos mais liberdade de falar o que pensávamos, nos divertíamos com as piadas que nós mesmos éramos alvos, nos uníamos mais em prol a qualquer causa, e acredito que entendíamos que tudo não passava de uma fase entre amigos. Muitos eram chamados por um apelido e isto não era ofensivo, era apenas engraçado e até carinhoso, e quando algo dito não era tão legal para alguém, a brincadeira acabava na hora e pronto. O respeito existia acima de tudo e a vida continuava leve.

Mas os anos foram passando, a tecnologia começou a ganhar espaço antes ocupado pelas bolas de futebol, skates, bonecas, brincadeiras de rua. As pessoas da mesma quadra já não se conheciam mais, cada um na sua casa, na sua vida, no seu “mundinho” e quando menos esperávamos, em um partida de futebol alguém gritou: “ei grandão, passa a bola”, pronto! O caos estava instalado, à inimizade feita e um processo de bullying contra o carinha que gritou sem intenção de ofender, iniciado. E me parece que basta o start para que tudo se viralize. Daí em diante tudo se tornou agressivo, ofensivo, mas será que é nesta proporção mesmo? Ou entramos na era do Mi Mi Mi sem fim, onde não somos mais capazes de descontrair, tudo se tornou tão sério, que é melhor ter amigos virtuais e deixar os reais para uma próxima década?

Triste esta realidade que nos envolvemos e de certa forma criamos. E não estamos falando aqui de falta de respeito, mas de deixar de lado tanto mi mi mi e começarmos a dar importância ao que realmente importa. Precisamos tentar ser empáticos sem perdermos o senso de humor, pois a vida já é cruel, dura e curta.

Muito me agrada quando ainda vejo pessoas que conseguem levar a vida numa boa, sem mi mi mi, com respeito ao próximo, mas não perdendo o senso de humor. Que compreendem que a vida é muito curta para tanto exagero, e que as pessoas tem uma bagagem muito preciosa que podem nos agregar muito valor.

Meu alerta é para que cuidemos em não achar que bullying é tudo o que ele não é, e esquecermos de aproveitarmos o que a vida tem de melhor a oferecer, como o convívio das pessoas que passam por ela.

Bullying (IPA[ˈbʊljɪŋ]) é um anglicismo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos, causando dor e angústia e sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder.[1] bullying é um problema mundial, sendo que a agressão física ou moral repetitiva deixa sequelas psicológicas na pessoa atingida. [Google]

Fonte imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂

Desculpe, não quero ser uma princesa!

Desde crianças, somos tratadas como verdadeiras princesas. Vestidos rodados cor de rosa, penteados impecáveis, roupas caríssimas, babados, perfumes, glamour, festas chiquérrimas, bolos que nunca experimentamos, mas, desculpe, não quero ser uma princesa.

Não que ser tratada como uma princesa seja algo ruim, mas se esse tratamento fosse verdadeiro talvez nos agradaria. A questão é que a superficialidade do estereótipo social perante as mulheres se tornou tão banal, que elogios antes tão desejados e esperados se tornaram repulsas e motivos para não queremos mais tal codinome. Não nos importa o rótulo que nos dão, queremos ser chamadas por nossos nomes, ser admiradas pelas mulheres que somos, reconhecidas pela identidade que construímos ao longo da nossa vida.

Queremos receber flores sem ter data marcada, queremos sair de vestido longo sem precisar ter uma festa da alta sociedade. Se ser princesa é ter um príncipe que venha à cavalo e jure amor eterno, muito obrigada, mas preferimos continuar sendo quem somos, mulheres rebeldes, mães imperfeitas, adolescentes bipolares, filhas que questionam o porque da existência humana.

O universo ainda vai entender que as princesas que tanto são almejadas não existem de verdade, são mulheres fortes, sensíveis, que tem o poder em suas mãos de decidirem o que serão, como se vestirão e com quem andarão. Não queremos ser marionetes de uma sociedade imperfeita, não queremos ser o que outras pessoas desejam que sejamos, porque podemos ser princesas quando o nosso coração pedir e bruxas quando a nossa alma desejar, mas a nossa essência não mudará, somos quem podemos ser e somos quem queremos ser.

Então por favor, um pedido que fazemos, pare de nos chamar de princesas. Comece a nos admirar como parte de um sistema que pensa e use da mais pura sinceridade para se referir a nós, aí sim ficaremos felizes, pois a hipocrisia será deixada de lado e a sinceridade do amor extraordinário será colocado em prova.

Fonte imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂

Livre, leve, solta e pronta para qualquer desafio!

Ser uma mulher livre, leve, solta e pronta para qualquer desafios é o sonho de toda mulher que acredita nela mesma em primeiro lugar, que não tem medo de sair da sua zona de conforto e experimentar novos desafios e novas emoções.

Como já dizia a música do nosso querido Martinho da Vila: “já tive mulheres de todas as cores, de várias idades, de muitos amores, com umas até certo tempo fiquei, pra outras apenas um pouco me dei…já tive mulheres do tipo atrevida, do tipo acanhada, do tipo vivida, casada carente, solteira feliz, já tive donzela e até meretriz…” Não importa que tipo você se enquadra, a questão aqui é se permitir viver tudo o que desejar viver, um dia de cada vez, com a certeza de que todos os momentos serão válidos, únicos e inesquecíveis.

Não existe preço que pague a liberdade de poder ser o que quisermos, e não estamos falando aqui apenas de mulheres solteiras. Ser livre, leve e solta deve ser para todas, solteiras, casadas, divorciadas, viúvas, novas, coroas, que tem dentro de si um desejo ardente de vivenciar todas as oportunidades que esse universo nos permite viver. Poder viajar sozinha, com as amigas, fazer um ensaio fotográfico sensual, beber em um bar, ir a um show tão sonhado, abrir um negócio, dançar, jogar pocker, pilotar uma moto, fazer uma tatuagem…enfim, vale tudo que nos faça feliz e não prejudique o próximo.

Quando experimentamos esta tal liberdade nunca mais nos permitimos estar sem ela, porque entendemos que estamos neste mundo de passagem e que grandes desafios e oportunidades só estão disponíveis para quem se permite experimentar.

Você pode ser mãe, filha, esposa e ser você mesma, acredite as pessoas admiram e muito quem consegue conciliar uma vida de poder fazer tudo, com responsabilidades de um papel escolhido na sociedade. Uma mãe que é bailarina, uma esposa que trabalha fora, uma filha que viaja o mundo sem destino, uma profissional que cuida da casa, todas elas são mulheres de respeito e que se permitem ser o que querem, sem que ninguém lhes diga o que é certo ou errado a fazer.

Experimente um dia comprar uma passagem de avião, e ir para aonde desejar. Descobrirás que quando se tem foco, vontade, desejo, liberdade, felicidade nunca estarás sozinha. A sensação de poder fazer as suas escolhas é indescritível, de poder sentar sozinha em um bar e pedir um drink, de poder ir à praia e ficar exposta ao sol, de sair na madrugada sem destino e voltar quando te der vontade.

Mulher você pode tudo basta ter atitude e motivação. Acredite em você, se ame e construirás uma vida muito mais livre, plena e divertida.

Fonte imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂

Enquanto há vida, existe esperança!

A vida é um grande mistério a se desvendar, mas não adianta ficar pensando no que estamos fazendo aqui, o porquê nascemos, quando iremos morrer, o importante é entender que enquanto há vida, existe esperança, então vamos a cada despertar agradecer ao grande arquiteto do universo pela oportunidade de mais um dia conhecendo o desconhecido e vivenciando grandes emoções e experiências que esta existência nos permite viver.

Existe vida até onde achamos que tudo já está perdido. Uma flor que nasce no meio dos espinhos, um verde que realssa onde só se vê galhos, uma borboleta que voa feliz no meio de folhas secas e sem graça. Mas, como é possível existir vida aonde a morte já tomou conta? Ou na verdade, será que ainda existe esperança aonde só vemos escuridão?

A vida é tão maravilhosa que consegue nos mostrar além do que somos capazes de enxergar.

Aprenda a observar ao seu redor e verás que tudo ainda vive, mesmo que não aos nossos olhos. Flores nascem, animais aparecem, frutos caem, cores iluminam os olhos. Várias sensações e surpresas, que nos permite compreender um pouco mais que estamos aqui apenas de passagem, e que é muito importante aproveitar cada minuto de tudo o que é colocado no nosso caminho e apreciar.

Se soubermos observar mais o nosso caminho, estaremos cada dia mais preparados para compreender o que os nossos olhos não conseguem aceitar. Estaremos aptos a pularmos um degrau no nosso estágio de evolução e sentir muito mais as sensações deste universo e sermos muito mais felizes.

Fonte imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂

Tudo que eles querem é um pouco de atenção!

Vida de mãe nunca foi fácil, mas acredite a vida de um filho pode ser ainda mais difícil, isto porque tudo o que eles querem é um pouco de atenção e com a correria do dia a dia de suas mães acabam não conseguindo o colinho tão esperado.

Ser mãe nos dias de hoje é ter vidas múltiplas, é ter que trabalhar para sustentar a casa, cuidar dos afazeres do lar, cuidar dos filhos e ainda arrumar tempo para estar em sintonia consigo mesma. É ser uma mulher com super poderes, um ser iluminado e sureal que tem uma missão incrível e desafiadora para o resto de sua vida.

Uma super mãe, após um dia intenso de trabalho fora e em casa, quando encontra um cantinho no sofá ou na cama só quer se deitar e descansar alguns minutinhos para que no outro dia esteja firme para o batente diário, mas a sua missão ainda não termina ai, existe um serzinho que a esperou o dia todo para receber um pouco de atenção, carinho, aconchego. E acreditem, os filhos entendem sim a correria de suas mães, mas eles não entendem se depois de tudo não receberem uma atenção especial.

Hoje enquanto estamos lavando uma roupa, ou fazendo o almoço colocamos nas mãos dos nossos filhos um tablet com vários jogos e pronto, teremos um bom tempo de “descanso”, mas o que não podemos esquecer é que filhos existem porque as mães os colocaram no mundo, e se não dermos carinho, amor, eles cresceram e se tornaram adultos frios, sem sensibilidade, individualistas e prontos para darem o que receberam na vida.

Como mãe e profissional confesso que sei bem como é chegar em casa morta de cansada e ter que arrumar energias extras para ler um livro com a minha filha, assistir um filme, conversar, comer um lanche, ficar abraçadinha, colar figurinhas…sim ela ama jogar no tablet e eu deixo sim, mas a questão aqui é não deixarmos os nossos filhos esquecidos, porque colheremos o que plantarmos hoje.

Gosto muito de um conto que exemplifica bem a falta de atenção para com o filho:

O filho, todas as noites, acordava e pulava para a cama da mãe, e cada dia ele dava uma desculpa diferente, um dia ele queria fazer xixi, no outro estava com fome, no outro teve pesadelo…até que um dia a mãe resolveu conversar com o filho e perguntou: meu filho, me conta a verdade, porque toda a noite você acorda e vem para minha cama? E o filho, todo envergonhado disse: mamãe eu vou para sua cama toda noite porque é a única maneira de ficar abraçadinho com você e ter um pouco mais da sua atenção. E a mãe emocionada abraçou o filho e prometeu que todos os dias da sua vida tiraria um tempo do seu dia corrido só para ele.

Fonte imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂

Apenas realiza sonhos quem se atreve a agir!

Nesta vida aprendi que tudo é uma questão de atitude, de querer muito que algo aconteça, de não temer, de acreditar e pensar positivo sempre. A verdade é que apenas realiza sonhos quem se atreve a agir, então não deixe para amanhã comece agora mesmo a mudar a sua história.

Sonhar é se manter vivo no universo, é acordar todos os dias com a certeza de fazer mais, de conhecer o desconhecido, de acreditar que tudo é possível com paciência e persistência.

Existe algumas técnicas já comprovadas que ajudam a estarmos cada dia mais perto de realizar os nossos sonhos, como:

Cartaz dos sonhos – uma técnica simples e que bem executada fará os seus sonhos serem realizados com êxito. Funciona assim, em uma cartolina é feito quatro quadrantes (profissional, material, pessoal/família e espiritual), dentro de cada tema você vai procurar imagens, figuras, fotos de coisas, viagens, emoções que você sonha em realizar na sua vida. Mentalizar enquanto vai montando o cartaz é muito importante. Vale escrever também, o importante é que você monte o seu cartaz dos sonhos com data para acontecer, isto porque, sonhos sem data, são como folhas secas, jamais ganharão vida. Outra dica é que o seu cartaz esteja em um lugar bem visível, e que todos os dias você levante, visualize, mentalize e saia em busca de realizá-los.

Positividade – esta técnica consiste em pensar e agir positivamente, somente assim você conseguirá estar cada dia mais perto da realização dos seus sonhos.

Pense sempre que se hoje você ainda não alcançou tudo o que desejas está cada dia mais perto, por isto continue em frente, não é fácil, mas o sucesso é garantido para quem persiste.

A palavra que deixo para refletirmos hoje é MOTIVAÇÃO – que é ter um motivo para agir. Se algo te move, você vai conseguir!

Fonte imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂

Ame como se fosse o seu último dia!

Falar sobre amor pode ser fácil, mas vivenciar este sentimento é uma tarefa bem difícil e que requer prática diária. A vida passa muito rápido, por isto o conselho que te dou é ame como se fosse o seu último dia.

Pensar em vivenciar o amor apenas amanhã, pode ser tarde demais e só quem já perdeu um ente querido sabe disto. Não deixe de fazer o bem, busque fazer o que te faz feliz, ame ao próximo, seja companheiro(a), paciente, carinhosa(o). Doe o que você tem de melhor, o seu sorriso, o seu abraço, a sua energia positiva, abrace, beije, conviva, perdoe, ria, viaje, planeje, sonhe, faça tudo com muito amor e a vida te retribuirá.

Seja verdadeiro consigo mesmo e com o próximo. Esteja presente na vida das pessoas que você ama e nunca se sentirá sozinho.

Amanhã é tarde – Sêneca

Ama como se fosses morrer hoje.

Demonstre o seu amor hoje, como se você estivesse numa despedida. Fale com as pessoas de tal modo que elas guardem de você as palavras mais ternas. Não perca a oportunidade de mostrar o seu afeto a cada pessoa que cruzar o seu caminho hoje. Não adie o amor, não adie o sorriso, o olhar de candura, a boa palavra, o abraço caloroso e o beijo de ternura, porque ninguém sabe se amanhã reencontraremos estas pessoas. Um dia sem amor é um dia perdido! E um dia que não volta mais! Somos espíritos imortais, mas a experiência na Terra tem prazo de validade. E ninguém sabe quando este prazo expira.

Fonte imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂

A construção de uma vida com a dança

Era uma vez uma menininha de 4 anos, toda sapeca, falante, que sempre gostou de sorrir para o mundo. Um dia ela teve a oportunidade de fazer parte de uma escola de dança. Ela dançava depois da escola e para ela não existia nada mais lindo, mágico, completo, a partir daquele dia a construção de uma vida com a dança dava todo o sentido a vários anos que se seguiriam.

A cada ano a dança ia se tornando mais intensa e encantadora, novos ritmos, novas amizades, novos desafios e a vida se tornava ainda mais interessante, sendo alimentada com pitadas de amor. Durante sua infância muitas mudanças de cidade ocorreram, mas nem isto afastou ela da paixão pela dança. Aonde parava, procurava fazer aulas e assim continuava a construir uma linda história de amor com a sua própria alma.

Ela cresceu, a dança permaneceu e a construção da vida se tornou muito mais incrível, porque a dança tem o poder de curar as almas perdidas, de resgatar vidas interrompidas, de trazer de volta o amor adormecido, de dizer o que a sua alma quer falar.

Acordar e saber que você terá a oportunidade de voar sem precisar ter asas é indiscritível.

Dançar é se sentir como um pássaro com asas para voar para onde quiser, em qualquer direção e sem dar satisfação para ninguém. A liberdade de poder ser quem você realmente é sem restrição, de poder fechar os olhos e simplesmente se jogar, de se permitir superar todas as barreiras que te afligem, de poder ser uma mulher ainda mais linda, forte e capaz de tudo o que quiser ser.

E quando esta menininha, que já cresceu, se tornar uma senhora, ainda quero estar aqui para continuar a escrever que a dança é a melhor companhia para uma vida e que vale a pena cada superação para continuar a vivenciar um mundo nada convencional, mas repleto de felicidade.

Que a vida seja pura dança e que seja eterna enquanto dure.

Fonte imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂

Alguém jogou sementes no meu quintal!

Um certo dia estava molhando o jardim do meu quintal, foi quando me deparei com uma nova planta, a princípio achei que pudesse ser um mato que ali cresceu e sem pensar resolvi arrancar. Na semana seguinte quando fazia o mesmo procedimento, vi a mesma planta que havia arrancado crescendo novamente e naquele momento pensei: Alguém jogou sementes no meu quintal!

Passei então a reparar ao redor do meu jardim e pude notar que havia uma árvore bem grande, cheia de frutas, onde todas as manhãs os passarinhos iam comer, e quando terminavam voavam por cima do meu quintal, deixando cair algumas sementes, e como eu sempre o regava, as sementes brotavam no meio das minhas flores e hortaliças. E esta nova plantinha tornava o meu jardim mais bonito e especial.

E através da pequena história contada acima, possamos pensar em tantas outras coisas que acontecem ao nosso redor e sequer prestamos atenção. Coisas que a princípio não tenham tanta importância, mas quando resolvemos dar a atenção devida, ganha uma outra perspectiva e pode sim trazer muitas transformações na nossa vida.

Que possamos parar alguns minutos o nosso dia e olhar ao nosso redor, escutar o que o nosso filho tem a nos dizer, dar bom dia às pessoas que cruzamos, jogar o lixo no local certo, olhar para admirar o céu, cuidar de todas as plantas do nosso jardim, mesmo àquelas que caíram por engano, porque se elas foram parar ali, é porque assim o universo desejou.

Às vezes não entendemos porque a nossa vida está tão “bagunçada”, mas esquecemos que quem faz a nossa vida boa somos nós! Então viva o hoje com positividade, prestando atenção ao seu redor e verás que a sua vida será muito melhor!

Fonte imagens:https://pixabay.com

Siga-nos 🙂

O Big Brother da vida como ela é!

Você já parou para pensar que pode estar sendo observado 24 horas do seu dia? Que coisas que pensa que só você sabe, estão sendo vistas por milhares de pessoas? Que privacidade é um conceito que não existe mais? Será que estamos vivendo um Big Brother da vida como ela é?

Não estamos tão distantes de fazermos parte de um Big Brother, onde somos vigiados o tempo todo, onde todas as nossas atitudes são mapeadas e estudadas por computadores de alta performance. Se pensarmos que há aproximadamente doze anos não existia a Internet e que nossa vida era mais “nossa”, lembraríamos que éramos muito mais partes de um sistema onde ajudávamos a construir a história, e que hoje com tantas outras tecnologias e a Internet, nos tornamos apenas “marionetes” de um sistema que mal sabemos em que pé está.

No filme, atualmente em cartaz, o Círculo retrata um pouco desta falta de privacidade que é vendida como excesso de segurança. Onde jovens são convidados a fazer parte de uma empresa que oferece o “paraíso” em troca da transparência de suas vidas, mas até que ponto isto é positivo?

Imaginemos que usássemos uma câmera fincada em nosso roupa, onde conviveríamos com ela 24 horas e todos os momentos seriam registrados, inclusive momentos íntimos, mas em contra partida viveríamos em um mundo sem mentiras, onde tudo e todos seriam expostos para o mundo todo. Seríamos capaz de encontrar bandidos perigosos, de saber aonde os filhos andam, mas todos teriam acesso irrestrito à nossa vida e de nossos familiares, momentos íntimos, brigas, reações, tudo em realtime, sem pausas.

Difícil de pensar se teríamos mais bônus ou mais ônus neste Big Brother, mas acho que passaríamos a ser pessoas frias, com frases prontas ao acordar, ao dormir. Agiríamos sempre com a razão para não sermos vistos e nem julgados pelo mundo, talvez não nos envolveríamos com ninguém para não expor nossa intimidade. Nos tornaríamos robôs em constante manutenção, sem coração, sem amor, sem piedade…

Será que foi para isto que a nossa humanidade foi criada?

Que já estamos entrando em uma era de Big Brother, isto não tem como fugir, mas que ainda temos a nossa liberdade de escolha e de privacidade, isto ainda é uma realidade! Vamos aproveitar porque não sabemos quanto tempo irá durar!

Fonte imagens: https://pixabay.com

Siga-nos 🙂